sábado, 28 de junho de 2014

Chapas definidas (E fracas) expõe fragilidade dos candidatos no pleito em Goiás

A união de partidos e grupos em torno de nomes vão dar o tom da campanha deste ano, a divisão da oposição enfraqueceu as chapas majoritárias e neste quesito quem se deu melhor foi Iris Rezende (PMDB) que conseguiu trazer para o seu lado o Deputado Federal Ronaldo Caiado (DEM), um peso pesado da política em Goiás. A base aliada do Governador Marconi Perillo tentou até o último instante fritar José Eliton, mas foi barrada em suas pretensões pelo próprio Governador que não autorizou mudanças, o vice é uma figura que soma na campanha, mas é visto com certa insignificância perante o candidato central, José Eliton foi mantido na disputa pelo próprio Marconi e sem o apoio incondicional de toda a base.
Se em 2010 a chapa do PSDB tinha Demóstenes Torres gozando de um prestígio inabalável até então e formou o trio com um apadrinhado de Caiado, o desconhecido José Eliton, para este ano Marconi Perillo terá uma prova de fogo para consolidar outra vitória consagradora como aquela da eleição passada, onde venceu as máquinas Federal (Lula), Estadual (Cidinho) e Municipal (As principais cidades do estado), nesta eleição o Governador estará basicamente sozinho, já que seus parceiros nunca foram campeões de votos e pouco vão ajudar neste pleito.
Marconi Perillo é o maior nome da chapa governista, enfrenta uma rejeição mostruosa e terá a missão de carregar seus parceiros de chapa até a vitória, pois se superar a desaprovação da população pode fazer a diferença em Outubro.
O PT que tudo quer pode acabar sem nada, chapa pura é o melhor que eles conseguiram apresentar para a sociedade, Marina para o Senado já resumiria a fragilidade petista nesta eleição e o desconhecido Tayrone Di Martino seria uma aposta para o futuro. A propagada competência de Antônio Gomide contrasta com a incompetência administrativa do corpo diretivo do PT, que caso um desastre aconteça e o PT vença a eleição, os caciques do partido é que vão ser elevados a condição de administradores do estado, assim como vem fazendo em Goiânia.
Tendo Paulo Garcia como cabo eleitoral, o PT já entra na briga tomando um capote e a menos que a população esteja maluca de pedra eles ganham esta eleição. Oremos!
Vanderlan Cardoso que começou 2014 agitando os bastidores e se apresentando como um nome forte, acaba este período de convenções enfraquecido, e assim como o PT, só ganha a eleição se os votos forem de protesto, já que sem apoio é muito difícil que Vanderlan chegue há algum lugar.
Iris Rezende e conturbado PMDB tanto bagunçaram que acabaram por se dar bem ao montar um chapão para disputar. Se o dinheiro de Friboi poderia dar sustentação na campanha, o prestígio de Iris e Caiado podem fazer a diferença também, já que votos eles tem.
Tanto Iris, quanto Caiado passaram por cima de suas próprias ideias e convicções, os dois juntos e falando o mesmo idioma parecia algo improvável até para o mais otimista dos pemedebistas, mas aconteceu e sabendo superar as diferenças passando essa credibilidade ao eleitor, eles podem sim conseguir levar esta eleição.
Os cabeças de chapas, com sua experiência, credibilidade e poder de convencimento podem fazer toda a diferença nesta eleição, seria ilusão para o Vanderlan depender do apoio de Cidinho para vencer, da mesma forma é difícil imaginar que Vilmar Rocha e José Eliton tenham votos suficientes para fazer a diferença pró Marconi ou que a chapinha do PT possa sustentar a candidatura de Gomide. Apesar de sempre ter vencido Vilmar Rocha, Caiado só é favorito ao Senado, pois não costuma ir bem em eleições majoritárias, por outro lado pode ser considerado um fenômeno nos pleitos proporcionais.
 É a eleição em Goiás segue em aberto, não há um favorito disparado, todas as chapas são deficientes, tem suas fragilidades e contam com a incógnita do que esta pensando o eleitorado que até outro dia exigia uma mudança de postura dos políticos, e não só de um determinado governo, mas de toda a classe política que tem deixado a desejar. 
Em convenção do PT, Gomide afirma que Celg e Saneago serão prioridades, caso eleito | Jornal Opção

sábado, 15 de março de 2014

"Treino é treino e jogo é jogo" Lewis Hamilton faz primeira pole do ano; Felipe Massa decepciona e larga em nono na Austrália

A primeira prova da temporada promete emoções na F1
Como diria o filósofo contemporâneo, Nenê Prancha, "Treino é treino e jogo é jogo", Felipe Massa treinou bem, fez uma pré temporada que serviu para ajustar a máquina e encher de esperanças a torcida brasileira e a equipe Williams, mas logo na primeira prova da temporada Massa já viu que não terá vida fácil.

O brasileiro não chegou nem a ser cogitado pelos analistas como um candidato forte à vitória na Austrália. Situação bem diferente vevem os pilotos da Mercedes, apontado como um dos favoritos à conquista do título do Mundial de 2014, o britânico Lewis Hamilton vai largar na frente no Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, primeira prova do ano. O companheiro Nico Rosberg na Mercedes garantiu a pole position para a corrida de Melbourne na madrugada deste sábado, com a marca de 1min44s231.

É a 32ª pole da carreira de Lewis Hamilton, que se iguala a Nigel Mansell na segunda colocação entre os pilotos britânicos com mais largadas na ponta. Jim Clark ainda é o recordista.

E como a máxima de Nenê Prancha já revelou, outro que vai largar bem, ao lado de Hamilton na primeira fila do grid estará uma surpresa, o australiano Daniel Ricciardo, que faz sua estreia na Red Bull e andou a 1min44s548. A equipe Red Bull não conseguiu se sobressair na pré temporada, mas a posição de Ricciardo é claro aviso que o time de Sebastian Vettel ainda é um dos favoritos.

Nico Rosberg ficou em terceiro, seguido pelo novato Kevin Magnussen, por Fernando Alonso e Jean-Éric Vergne. O brasileiro Felipe Massa, o leão de treino, ficou em nono.
Leia mais: Com chuva, Lewis Hamilton faz primeira pole do ano; Felipe Massa larga em nono - Automobilismo - Superesportes

sábado, 1 de março de 2014

No Bahrein Vettel segue decepcionando, Massa voando baixo e a Ferrari ainda não foi Ferrari

Nico Rosberg até tentou, mas não conseguiu alcançar o ritmo frenético de Felipe Massa nos testes deste sábado no Bahrein. 

Ao volante do FW36, o brasileiro voou baixo no penúltimo dia de atividades da pré-temporada e cravou o melhor tempo nas duas sessões. Na parte da tarde, o piloto da Williams marcou 1m33s258, superando em 0s025 a melhor volta da semana passada, feita pelo alemão da Mercedes, e reduzindo em mais de três segundos o próprio tempo da sexta-feira.

No dia anterior, Massa ficou com a quarta melhor volta (1m36s507), a 0s937 do líder Sergio Pérez, da Force India. Com o topo da tabela deste sábado, o brasileiro encerra sua participação na pré-temporada. 

Foram 99 voltas com pneus supermacios neste sábado, e 399 voltas no total, incluindo as participações em Jerez e na primeira bateria de testes do Bahrein. Neste domingo, o FW36 será guiado pelo companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas. Na sequência, os pilotos da Fórmula 1 se preparam para a abertura do campeonato, marcada para o dia 16 deste mês, no GP da Austrália, em Melbourne. 
Leia mais: Massa destrói tempo de Rosberg e lidera testes do sábado no Bahrein | globoesporte.com

domingo, 12 de janeiro de 2014

Rafael Cardoso desbanca Marcos Pasquim e Caio Castro, vence segunda etapa do Kart dos Artistas 2014

O vencedor da segunda etapa Rafael Cardoso no Kart dos Artistas    
Crédito das fotos: Duda Bairros/VIPCOMM              
Emoção e diversas ultrapassagens. Com estes ingredientes, os onzes famosos do Kart dos Artistas disputaram neste domingo (12) a segunda etapa da competição, no kartódromo do Beto Carrero World, em Penha (SC), em conjunto com o Desafio Internacional das Estrelas. Ausente na primeira corrida - sábado - por conta das gravações da novela Joia Rara, da Rede Globo, o ator Rafael Cardoso superou o cansaço e, após largar em último, conquistou a vitória nesta manhã.

Crédito das fotos: Duda Bairros/VIPCOMM
“Poxa, foi uma vitória muito legal. Ontem tive que gravar e não pude estar aqui. Mas fiz questão de vir. Sou apaixonado por kart. Não fiz uma boa largada, mas consegui melhorar, ultrapassar o Caio e o Pasquim nas últimas voltas e vencer”, afirma Rafael Cardoso.
Marcos Pasquim foi destaque no Kart dos artistas em 2014
Crédito das fotos: Duda Bairros/VIPCOMM
O segundo lugar ficou com Marcos Pasquim. Pole position, o ator liderou boa parte da prova, mas ao mesmo tempo sofreu com o ataque de Caio Castro. Os dois disputaram lado a lado a ponta. Após trocar posições com o rival, Pasquim se segurou na primeira posição. Porém, em um erro de percepção, não viu a chegada de Cardoso, que na sequência o ultrapassou e ganhou a prova. “Quando você está em primeiro, sem ninguém o atacando, a corrida fica muito chata. Então, tirei um pouco o pé e o Caio encostou. Começamos a nos divertir. Mas eu não vi o Rafael. Quando o kart azul dele passou, achei que fosse uma brincadeira da organização, pois em 2011, o Tony Kanaan pegou o kart de um dos artistas e fingiu ser piloto da nossa prova. Quando percebi que isso não era verdade, tentei ir atrás do Rafael, mas não deu”, revela Pasquim.

Caio Castro chegou em 3º na segunda bateria e Rodrigo Andrade mostrou superação em corrida de recuperação
Crédito das fotos: Duda Bairros/VIPCOMM
Já Caio ficou feliz com o seu desempenho no dia. Ele também liderou a prova e levantou os fãs que estiveram nas arquibancadas para prestigiá-lo. “O kart é a minha diversão. Melhorei pra caramba”, resume o ator, que interpreta o médico “Michel” em Amor à Vida, da Rede Globo.

O quarto lugar foi de Rodrigo Andrade, o “Daniel”, de Amor à Vida, que fez uma bateria de recuperação após largar em penúltimo, seguido de Mário Yamasaki, a grande surpresa no pódio. “Sou o azarão no pódio. Não esperava este resultado. Tive sorte também, pois o Breda e o Fábio tiveram problemas no kart”, diz o árbitro do UFC.

A atriz Regiane Cesnique deu trabalho aos homens e completou em sexto, seguido de Marcos Breda, campeão de 2013 do Kart dos Artistas. Em oitavo apareceu Emílio Orciollo Netto, que ciente de suas limitações dentro da pista, leva tudo na brincadeira. “Meu objetivo é alegrar o público. É tudo diversão. Claro, estou melhorando, mas os caras daqui são feras. É difícil competir”, afirma.

A atriz Aimée Madureira terminou no nono lugar e o cantor Maurício Manieri, em décimo.

Com problemas no kart, Fábio Villa Verde, da Rede Record e um dos idealizadores da competição, não pode fazer o seu melhor. Ainda na primeira volta, ele se dirigiu ao box para fazer alterações no equipamento, porém perdeu muito tempo e acabou em 11º. “É uma pena. Estava animado, mas são coisas que acontecem. Hoje foi comigo. Agora é se recuperar para próxima etapa”, completa.

O Kart dos Artistas é uma realização da Romagnolli Promoções e Eventos, com patrocínio da Hot Wheels. O co-patrocínio é da Bieffe e Revista da Moto!. Apoio da Revista Quem e do Beto Carrero World.

Resultado – 2ª bateria Kart dos Artistas 2014:

1- #7 Rafael Cardoso
2- #10 Marcos Pasquim
3- #15 Caio Castro
4- #1 Rodrigo Andrade
5- #14 Mário Yamasaki
6- #3 Regiane Cesnique
7- #9 Marcos Breda
8- #16 Emílio Orciollo Netto
9- #4 Aimée Madureira
10- #8 Maurício Manieri
11- #5 Fábio Villa Verde

Campeonato Kart dos Artistas 2014 após duas etapas:

1- #10 Marcos Pasquim 37 pontos
2- #15 Caio Castro 30 pontos
3- #9 Marcos Breda 26 pontos
4- #1 Rodrigo Andrade 23 pontos
5- #14 Mário Yamasaki 22 pontos
6- #7 Rafael Cardoso 20 pontos
7- #3 Regiane Cesnique 18 pontos
8- #5 Fábio Villa Verde 18 pontos
9- #4 Aimée Madureira 16 pontos
10- #16 Emílio Orciollo Netto 15 pontos
11- #8 Maurício Manieri 12 pontos
Crédito das fotos: Duda Bairros/VIPCOMM
Fonte: VIPCOMM - Agência de Comunicação

Pesquisar este blog

Seguidores